erro

e-CPF

É a versão eletrônica do CPF, indicada para pessoas e profissionais liberais, como: contador, advogado, médico, engenheiro, agrônomo, militar etc.

Onde utilizar o e-CPF?

Receita Federal: CAGED, DIPF, DIRF, PERDCOMP, DACON, DEREX, DIMOB, DIMOF, DSPJ, e-CAC, IRPF, Homolognet, RAIS, SICONFI, SIL;
SEFAZ: NFA-e;
Governo: Empresa Simples, SISCONSIG;
Saúde: DMED, SISREI, TISS;
MEC: PROUNI;
Detran: e-CNHsp;
SPED: ECD, EFD, ECF, eSocial;
Caixa Econômica: FGTS, e-APS, Conectividade Social ICP;
Perícia Judicial;
Justiça: PJ-e, e-DOC, e-PET, e-STJ
Siscomex (comércio exterior);
Provisão de Procuração Eletrônica;
Assinatura de e-mails, documentos e contratos digitais da Pessoa Física, além de Prontuário Eletrônico de Paciente (PEP);
Dentre outros serviços.
 

Tipos de e-CPF

Existem dois tipos principais de Certificado Digital e-CPF:

e-CPF A1: gerado e armazenado diretamente em um computador, com validade de 1 ano;
e-CPF A3: gerado e armazenado diretamente em uma mídia criptográfica (token ou smart card), com validade de 1 a 3 anos.
Atenção: Na hora de escolher o seu e-CPF, informe se há alguma restrição para uso do tipo A1 ou A3, na operação na qual pretende utilizá-lo.